segunda-feira, 23 de maio de 2011

- eu fiquei, mas tu foste.

tu partiste só com um mero recado e levaste uma parte de mim, um bocado do meu coração. não é a primeira vez que me fazes isto, mas é a última, pois esta foi de vez, eu sabia que já tinhas as malas feitas, só estava à espera, à espera que ficasses mais um pouco, que não me abandonasses já, mas tu foste com a promessa de me escreveres, mas como tu disseste, já não somos as melhores amigas, somos apenas boas amigas e tudo vai ficar como está agora, mas já pensaste que eu precisava de mais de ti? que precisava de ti a meu lado e não do papel e da caneta? Hoje, mais uma vez peguei no caderno em branco, na caneta azul e na caixa das recordações, vi tudo o que era nosso lá dentro e pensei no que iria escrever, sabes o que aconteceu? as minhas palavras caíram em grossas lágrimas, e foram essas palavras que te enviei nessa carta, foram palavras de saudade, de amor, de mágoa e amizade, agora tens tu a tarefa de as interpretares pois a única coisa que escrevi foi o seguinte:
« P.S.: são estas lágrimas que caem que te estou a enviar, pois já foi tudo dito só falta uma simples coisa que ninguém pode escrever por mim. Amo-te melhor amiga.»
Um dia tudo vai passar, esta carta vai acumular-se a outras memórias e a dor e o vazio vão diminuir, mas hoje é tudo o que consigo dizer, um dia eu também irei seguir outro caminho.

amo-te todos os dias dmv, obrigada por tudo minha <3



«Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.»
(Confúcio)

4 comentários:

Renata disse...

mesmo sinto mesmo :s Gosto (:

Renata disse...

de nada (;

Joana Patricia Fonseca Silva disse...

Lindo e ve-se que tem sentimento :D É bom quando temos assim uma amizade :D

pedrosantos disse...

«Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.»
(Confúcio)

Concordo plenamente com a citação. É essencial a qualidade mais que a quantidade. São os de qualidade que nos ajudam nos momentos mais difíceis da vida e que nunca nos viram as costas, ou se viram, regressam mais fortes que nunca e nao voltam a partir.